Ir para o conteúdo
Microscópio do cientista Oswaldo Cruz, feito em metal e vidro
Fabricante: Maison Verick (França – 1877/1882)
Modelo: número 7
Dimensões: 27 cm x 12 cm x 13 cm

Este microscópio monocular, parte do acervo do antigo Museu Oswaldo Cruz, pertenceu ao sanitarista na época em que o patrono da Fiocruz ainda era um jovem estudante. O aumento obtido com suas lentes é da ordem de 60 a 570 diâmetros.

Ainda no inicio de sua carreira, o cientista registrou em um diário – escrito entre 1893 e 1896 – a utilização do microscópio em experimentos realizados no laboratório que mantinha em sua residência, no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro.

Oswaldo Cruz era fascinado pela microscopia e comprometido com um fazer científico apoiado neste importante aparato tecnológico, como indicado no prefácio de sua tese “Veiculação microbiana pelas águas”, apresentada à Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1892: “Desde o primeiro dia que nos foi facultado admirar o panorama que se divisa quando se coloca os olhos na ocular de um microscópio, (...) desde que vimos com o auxílio deste instrumento maravilhoso os numerosos seres vivos que povoam uma gota d’água; desde que aprendemos a lidar, a manejar com o microscópio, enraizou-se em nosso espírito a ideia de que os nossos esforços intelectuais d’ora em diante convergiriam para que nos instruíssemos (...) numa ciência que se apoiasse na microscopia”.

Oswaldo Cruz cercado por objetos da ciência, entre os quais um microscópio, ouve pedido do Zé Povo, que implora a cura do mal causado pelo micróbio da politicagem. Charge de Ramos Lobão. O Malho, julho de 1909. Acervo: Biblioteca Nacional
A frase gravada no microscópio, “C.Verick élève spécial de E. Hartnack” (ou “C. Verick, aprendiz especial de E. Hartnack”) faz referência à formação profissional de Constant Verick, que foi discípulo de Edmond Hartnack, reconhecido fabricante de instrumentos ópticos de precisão. A marcação aparece em todos os microscópios da Maison Verick e era também impressa nos catálogos da empresa, como símbolo de prestígio.

Para saber mais:
CRUZ, Oswaldo. Oswaldo Gonçalves Cruz: Opera Omnia. Rio de Janeiro: Impressora Brasileira, 1972.
DIAS, Ezequiel. O Instituto Oswaldo Cruz: resumo histórico (1899-1918). Rio de Janeiro: Instituto Oswaldo Cruz. 1918.

Clique aqui para saber mais sobre a seção Objeto em foco.

Atualizado em 12/02/2015
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento: Estamos fechados devido à pandemia. Siga-nos nas redes sociais!

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

Ternium Johnson & Johnson ibm conheça