Ir para o conteúdo

A programação inclui atividades interativas na SBPC Jovem e um minicurso sobre saúde e meio ambiente nas escolas.

Município capixaba recebe o museu itinerante, pela primeira vez, de 11 a 14 de julho de 2018.


De 11 a 14 de julho, o município capixaba de Baixo Guandu recebeu, pela primeira vez, o Ciência Móvel – Arte e Ciência sobre Rodas. Instalado no Ginásio Poliesportivo da cidade, o museu itinerante ofereceu atrações em quatro módulos – Viagens cósmicas, Água é vida, Na onda da transformação e Por dentro de nós –, além de sessões de vídeo e apresentações teatrais da peça O rapaz da rabeca e a moça Rebeca, que aborda a prevenção do HIV/Aids. Todas as atividades são gratuitas. O Ciência Móvel é uma iniciativa do Museu da Vida da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), com apoio do CNPq / MCTIC e patrocínio da Sanofi, EDF Norte Fluminense, Dow e Halliburton, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

No módulo Viagens cósmicas, os visitantes puderam conhecer planetas e constelações, saber mais sobre as estações do ano e descobrir várias curiosidades astronômicas, tudo por meio de um incrível planetário digital inflável. E que tal usar microscópio e lupas para desvendar a diversidade da vida que existe numa gota d’água? No módulo Água é vida, o público pôde observar microrganismos, larvas e insetos, e ainda participar de jogos educativos, como o Biodetetive. Completam as atrações do módulo uma exposição de arte, com quadros do artista Rodrigo Andriàn sobre rios brasileiros, e uma miniusina, que mostra como o movimento da água de rios se transforma em energia elétrica, convidando ao debate sobre as questões econômicas, ambientais e sociais desse processo.

A energia também é o tema central do módulo Na onda da transformação, onde o público observou que é possível fazer menos força para levantar o mesmo peso, utilizando alavanca e sistema de roldanas. A cadeira giratória revela alguns segredos dos movimentos de bailarinos e patinadores; e a pilha humana demonstra a condução da energia elétrica produzida pelo corpo humano. Já o girotec, que funciona como um ‘pião’ interativo, permite que o visitante gire em todas as direções, enquanto encara o desafio de manter o equilíbrio.
 
Há 12 anos em atividade, o Ciência Móvel – Arte e Ciência sobre Rodas já realizou mais de 160 viagens para mais de 100 municípios diferentes, totalizando cerca de 75 mil quilômetros percorridos e 710 mil visitantes.
 
Atualizado em 16/7/2018
 

Pré-lançamento aconteceu no dia 4 de julho, na Biblioteca de Manguinhos.

Diversas atividades, como o espetáculo "O rapaz da rabeca e a moça Rebeca", estarão disponíveis entre 20 e 23 de junho. 

A mostra utiliza tecnologia de última geração em atividades interativas.

Imagens exploram a estrutura das favelas cariocas e suas dinâmicas internas na década de 1960.

Com 20 painéis expostos no Terminal Rodoviário Novo Rio, mostra está em cartaz até 24/5.
Caminhão da ciência do Museu da Vida chegou ao município com atividades gratuitas!

Municípios da região Sudeste podem solicitar a viagem do caminhão. 
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 2590-6747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Nova Rio conheça