Ir para o conteúdo

Por Melissa Cannabrava

Compreender experiências socioculturais, interpretando-as como dispositivos privilegiados de cuidado, inclusão social e construção de direitos é o objetivo do catálogo "Estratégias culturais em Manguinhos: Olhares sobre o cuidado em saúde mental e o protagonismo de moradores de favelas, que você pode acessar clicando aqui.

O levantamento on-line, lançado no dia 5 de outubro de 2022, na Biblioteca Parque de Manguinhos, foi desenvolvido em parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Queen Mary University of London (QMUL) e mapeou iniciativas voltadas para arte e cultura desenvolvidas na comunidade durante os anos de 2021 e 2022.

Na pesquisa, os autores Ana Paula Guljor, Silvia Monnerat, Paul Heritage e Paulo Amarante compreendem que a participação em projetos de arte e cultura em experiências voltadas para profissionalização, trabalho, economia solidária e a participação social se apresentam como estratégias fundamentais para o suporte social e para a produção de vida (e saúde) em comunidade.

O resultado mostra que as iniciativas culturais se constituem como lugares de memória devido a sua importância para o desenvolvimento e para a manutenção de tradições locais, para o desenvolvimento de pertencimento comunitário e para o desenvolvimento de manifestações culturais que abrem espaço para discussões sobre gênero, questões étnico-raciais, sexualidade e geracionais, assim como para o cultivo de redes de solidariedade e de apoio mútuo.

Publicado em 24 de novembro de 2022.

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

Funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 14h30.

Fiocruz: Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro. CEP: 21040-900

Contato: museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@fiocruz.br.

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

conheça